Gold Lab Vet | Centro de Diagnóstico Veterinário

Exame T4 Total Veterinário

Exame T4 Total Veterinário

O Exame T4 TOTAL é um teste que possibilita calcular a quantidade total de hormônio produzida pelos cachorros e gatos, possibilitando também o cálculo da quantidade de proteínas. Nossa clínica veterinária atende em São Paulo (SP).

O que é T4 Total e como realizar o exame?

A Gold Lab Vet realiza tanto os exames de T4 Total quanto T4 Livre para que você possa acompanhar a saúde hormonal do seu cachorro ou gato de perto! Estamos atendendo em São Paulo (SP).

As demandas por hormônio tireoidiano são reguladas pelo eixo hipotálamo-pituitária-tireoide. Em termos fisiológicos, o hormônio liberador de tireotropina (TRH), do hipotálamo, estimula a liberação de TSH pela pituitária que, por sua vez, incentiva a produção e liberação de T4 pela glândula tireoide.

A maioria do hormônio tireoidiano liberada no plasma é na forma de T4, com liberação de pequena quantidade de T3. O T4 ativo (e T3), enquanto isso, inibe a liberação de TRH e TSH, resultando inibição por feedback negativo. Do total de T4 plasmática > 99% encontram-se ligados a proteínas e o restante permanece não ligado [T4 livre (T4L)].

Apenas o T4L penetra nas células dos tecidos periféricos. O T4 ligado a proteínas é um suprimento de reserva para T4L; o teor de T4L é mantido com rigor em animais saudáveis. T3 é a forma ativa do hormônio tireoidiano, oriunda da deiodação de T4L, após a entrada de T4L em uma célula-alvo.

Para que serve o T4 TOTAL (TIROXINA TOTAL)?

O exame T4 TOTAL (TIROXINA TOTAL) serve para identificar:

Hipotireoidismo canino

Existem alguns sintomas que indicam que o pet está sofrendo com o hipoteoidismo, tais como:

  • Excesso de peso;
  • Perda de pelagem do corpo, fazendo com que os pelos comecem a cair conforme o passar dos anos;
  • Pelo poroso e mais ressecado que o normal;
  • Problemas de pele no geral, desde foliculite aos mais graves;
  • Geralmente o cão fica mais desanimado, chateado com mais frequência;
  • Dorme demais;
  • A frequência cardíaca começa a diminuir;
  • Intolerância com a prática de atividades físicas, inclusive, parece se sentir desconfortável a elas;
  • Coma;
  • Visão turva.

Hipertireoidismo felino

O alto teor de T4 em gatos ocasiona no aparecimento de alguns sinais clínicos que devem ser observados pelos donos, tais como:

  • Perda de peso atrelada ao excesso de fome;
  • Hiperexcitabilidade;
  • Aparecimento de doenças inflamatórias;
  • Muito sono.

Segundo um estudo compartilhado pelo Cat Vet, esta doença surge em cerca de 10% dos felinos acima dos 10 anos. Por isso, com o avançar da idade, faz-se necessário o acompanhamento de um veterinário e a realização de todos os exames necessários.

O hipertireoidismo ocorre quando a glândula tireoide libera mais hormônios que o necessário, ocasionando o aparecimento de efeitos colaterais. Outro sinal claro deste desequilíbrio nos animais é o aparecimento do gogó mais arredondado, como acontece com os seres humanos do sexo masculino.

Qual a diferença de T4 livre para T4 total?

A Gold Lab Vet realiza tanto os exames de T4 Livre quanto o T4 Total em São Paulo (SP) para cachorros e gatos. A diferença entre ambos os exames é que o Total analisa a quantidade totalitária de hormônios disponíveis no corpo de determinado animal, inclusive em relação às proteínas. Entretanto, o Livre é voltado exatamente para a tireoide, sendo mais específico e indicado para questões determinadas.

O que significa T4 total elevado?

Os exames de T4 com valores elevados indicam uma série de fatores, como câncer, hipertireoidismo e até mesmo ser a causa da infertilidade de alguns grupos.

O que interfere nos resultados do T4 Total?

Confira, abaixo, a lista de medicamentos que alteram a metodologia do teste do T4 Total ou a fisiologia:

  • Substâncias que interferem na metodologia do teste:
  • Levotiroxina (T4).
  • Substâncias que alteram a fisiologia:
  • Glicocorticoides (especialmente em doses imunossupressoras) alteram o metabolismo do T4 (diminuição de T4) e inibem a liberação de TSH pela pituitária.
  • Fenobarbital (uso prolongado) aumentam a taxa de remoção de T4, talvez pela inibição concomitante da liberação de TSH.
  • Sulfonamidas podem interferir na produção de T4 nas células foliculares da tireoide.
  • Com ácido acetilsalicílico, a inativação de T4 é aumentada em 24 h (com diminuição de T4) devido à alteração na ligação de T4 proteínas. A alteração da ligação proteica de T4 pode ocasionar aumento significativo de T4L, em tratamento de curta duração com salicilato
  • A administração prolongada de levotiroxina altera o eixo hipotálamopituitária-tireoide. Suplementos tireoidianos devem ser interrompidos 6 a 8 semanas antes da realização de testes definitivos de função da tireoide.
  • Vários outros medicamentos muito utilizados podem diminuir o valor basal de T4 e interferir, de forma variável, nos teores de T4L e TSH de cães, incluindo carprofeno, furosemida, metimazol, fenilbutazona, progestágenos e propiltiouracila. Os efeitos que estas substâncias apresentam nos testes de resposta são desconhecidos. Já em gatos, são menos caracterizados, mas devem ser considerados até se comprovar o oposto.

Também existem condições que alteram os resultados, sendo elas:

  • Lipemia ou hemólise.
  • A interferência dos autoanticorpos (AA) antiT4 associados à tireoidite linfocítica nos testes RIE ou CEIA (o método ELISA não é afetado) elevando um pouco a concentração sérica de T4.

Ligue para nós

Localização

Exames relacionados

Exame T4 Livre Veterinário

O T4 LIVRE (Tiroxina Livre) pretende avaliar o funcionamento da tireoide do animal, certificando-se de que não há excessos hormonais que prejudicam o seu desenvolvimento.

Acessar

Localização

Contatos

Menu

Precisa de ajuda?