Leptospirose



A Leptospirose é uma doença zoonótica causada pela bactéria Gram-negativa do gênero Leptospira, de morfologia espiroqueta. Caracterizada por ampla distribuição geográfica, não sendo encontrada apenas em regiões polares. Mais prevalente em países de clima tropical e subtropical onde há maior índice pluviométrico, clima propício ao meio de cultivo da bactéria além de contribuir na disseminação da doença. É uma doença de grande importância devido à severidade que esta causa no organismo animal e humano. Nos animais domésticos é mais comum a ocorrência em cães. A bactéria Leptospira tem maior tropismo por órgãos como rins, fígado e baço, causando alterações e disfunções nesses locais, podendo levar a necrose tecidual, insuficiência renal e/ou hepática, podendo também causar colestase intra-hepática. A urina é o principal meio de contágio da doença pelo fato de a bactéria ter tropismo pelos rins e a urina ser seu principal meio de eliminação. São diversas as formas de infecção pela Leptospira, sendo as mais comuns:

• Pelo contato com a urina contaminada, sendo muitas vezes disseminado pelas chuvas, contaminando solo e água. Mais comum ainda em regiões que não possuem saneamento básico.

• Pela ingestão de animais infectados, através da caça, como canídeos ou felídeos se alimentando de animais menores, como os roedores. Vale ressaltar que os roedores sinantrópicos, por passarem grande parte de suas vidas em esgotos, o contato com urina contaminada é maior, por isso a sua importância no ciclo biológico da doença.

• Pelo contato direto de pele lesionada com a urina contaminada.

O mais indicado para a detecção dessa doença é por meio do diagnóstico específico, podendo ser através de sorologia, PCR, cultura bacteriana ou pelo exame direto por microscopia em campo escuro.

Posts Em Destaque
Posts Recentes