Desidratação em cães e gatos



Assim como os humanos, os animais também sentem sede e necessitam de disponibilidade hídrica para não sofrerem por desidratação. Além do consumo insuficiente de líquido, a febre, a exposição prolongada ao sol, o vômito e a diarreia também podem provocar desidratação nos cães e nos gatos. Pets desidratados apresentaram alguns sintomas específicos como mucosa ocular e gengival seca, olho fundo, respiração ofegante, apatia, falta de elasticidade da pele e diminuição de batimentos cardíacos. A desidratação é um quadro grave e que pode levar a morte por choque hipovolêmico, por isso, é indispensável a reposição de fluidos no organismo do animal com desidratação. É sempre importante deixarmos água limpa e disponível para nossos pets, evitando também que eles fiquem expostos por tempo prolongado ao sol e ao calor.

Posts Em Destaque
Posts Recentes