Gold Lab Vet | Centro de Diagnóstico Veterinário

Exame Sorologia para Cinomose Veterinária

Exame Sorologia para Cinomose Veterinária

A Cinomose é uma doença grave que atinge cachorros. Por isso, realizar com determinada frequência o exame de sorologia para cinomose veterinária em laboratórios como a Gold Lab Vet – localizada em São Paulo (SP), é uma forma de manter a saúde do seu animal sempre em dia.

O que é e para que serve o exame de sorologia para cinomose veterinária?

A transmissão desta doença ocorre de várias formas, inclusive em relação ao ar ou por intermédio do contato direto com o animal infectado.

Existem dois tipos de sorologia da cinomose: a que detecta anticorpos contra o antígeno da cinomose e a que detecta o antígeno da cinomose.

O que é Cinomose e quais são os sintomas?

Também é conhecida entre os profissionais como CDV, ou Canine Distemper Virus. O vírus ataca principalmente os filhotes que possuem a imunidade debilitada. Já em relação aos gatos: podem apresentar sintomas semelhantes à cinomose de cães, entretanto, não se trata da mesma doença, afinal, nesta situação, os sinais são causados pelo vírus Parvovírus felino.

Por ser altamente contagiosa, tende a causar uma série de consequências na saúde do pet, tais como:

  • Sintomas de cunho respiratório, como as tosses e espirros, além de algumas secreções nasais;
  • Oculares, como, por exemplo, secreções e manchas nas vistas;
  • Gastrointestinais como diarreias e falta de fome são comuns.

Vale salientar que os sintomas voltados para o cunho neurológico tendem a surgir a partir da primeira semana após a infecção com o vírus. Os sinais da doença dependerão do sistema nervoso de cada animal. Dessa forma, não há como dizer um prazo fixo para aparecer.

Como dito anteriormente, a resposta à doença varia de cão para cão, visto que os organismos e as raças de cada um deles funcionam de um jeito diferente. Os animais mais velhos ou filhotes, que geralmente tendem a apresentar a imunidade menor ou em construção, possuem mais chances de vir a óbito em caso de contágio.

Uma curiosidade sobre a doença é que, uma vez que ocorre a infecção, o animal não a transmite mais e não arrisca se contagiar novamente.

Sintamos da Cinomose

Como ocorre a transmissão da cinomose?

Bem, há várias formas de contágio das quais o tutor deve se manter atento. Uma delas é por intermédio de secreções, como a urina e as fezes. Vale salientar que o contato com outros objetos contaminados também ocasionam em transmissão, afinal, também possuem o vírus.

O contato não precisa ser direto para que ocorra a troca. Para isso, basta passear com o animal em algum lugar que outro animal infectado passou, inclusive em relação às clínicas veterinárias.

Como diagnosticar cinomose?

Confira, abaixo, quais são as formas de diagnosticar Cinomose em cães e que fazem parte das estratégias da Gold Lab Vet.

  • Hemograma: exame de sangue que, além de identificar este vírus, é eficaz para analisar a situação geral do pet e possíveis doenças que possam estar surgindo, para que o tratamento seja realizado logo no começo.
  • Sorologia para Cinomose: neste caso, coleta-se uma amostra e se realiza os testes de Elisa. No entanto, este teste é limitado somente à cinomose, não permitindo que se descubra outras doenças. Nesta situação, deve-se considerar a influência de vacinações recentes realizadas em seu animal.
  • Sorodiagnóstico: apesar de não ser indicado com tanta frequência, é considerado uma alternativa. Os números elevados em IgM são esperados pelos especialistas após uma infecção com o vírus ou vacinação. Vale salientar que não é um teste recomendado em caso de vacinação recente, pois pode ser alterado mesmo que o cachorro não esteja infectado.

Qual o tratamento para a cinomose?

Confira, abaixo, nossa lista que apresenta os principais tratamentos para a cinomose. Vale salientar que não é indicado tratar o animal sem que esteja recebendo acompanhamento de um veterinário e já tenha passado por todos os testes necessários.

  • Antibiótico e anti-pirético: são recomendados para os animais que sofrem com infecções no sistema digestório.
  • Fluidoterapia: indicada para combater a desidratação provocada no animal devido à diarreia.
  • Anticonvulsivante: caso a infecção da cinomose tenha se alastrado e se intensificado.
  • Suplementos nutricionais: também são alternativas para aumentar a imunidade do cachorro.

Ligue para nós

Localização

Exames relacionados

Exame T4 Livre Veterinário

O T4 LIVRE (Tiroxina Livre) pretende avaliar o funcionamento da tireoide do animal, certificando-se de que não há excessos hormonais que prejudicam o seu desenvolvimento.

Acessar

Localização

Contatos

Menu

Precisa de ajuda?